Programa 5S – A prática e seus resultados

O Programa 5S é uma ferramenta básica utilizada para implementar o Sistema de Qualidade Total-SQT, nas empresas e tem como objetivo otimizar custos com redução de desperdícios e aumentar a produtividade.

Surgiu no Japão pós-guerra, momento em que as indústrias japonesas precisavam se reestruturar e colocar no mercado produtos com preços e qualidades capazes de competir na Europa e Estados Unidos.

Este método é composto por 5 atividades japonesas iniciadas pela letra “S”: Seiri, Seiton, Seisou, Seiketsu e Shitsuke, que em Português são conhecidas como “Sensos”.

1) SEIRI – Senso de Utilização: diferenciar o útil (necessário)  do inútil (desnecessário)

Realizar o descarte ou realocação de tudo aquilo considerado dispensável para realização das atividades. Disponibilizar na área de trabalho somente o que for de utilidade imediata e na quantidade exata para facilitar as operações.

Resultados:

  • Ganho de espaço
  • Facilidade de limpeza e manutenção
  • Melhor controle dos estoques
  • Redução de custos
  • Preparação do ambiente para aplicação dos demais conceitos de 5S

 2) SEITON – Senso de Organização: identificar e ordenar as coisas disponíveis de forma que qualquer pessoa possa utilizar.

Cada objeto deve ter seu local específico e estar próximo ao local de uso.
Ordenar os materiais de trabalho. Identificar pontos críticos de equipamentos em localização inadequada, móveis e objetos que possam atrapalhar a locomoção dos colaboradores.

 Resultados:

  • Economia de tempo;
  • Facilidade na localização das ferramentas e materiais;
  • Redução de pontos inseguros.

 3) SEISO – Senso de Limpeza:  Eliminar a sujeira, resíduos, objetos estranhos ou desnecessários ao ambiente de trabalho.

Estimular o colaborador a manter o seu local de trabalho limpo e utilizar,  manter as máquinas e ferramentas em boas condições de uso, evitando perda e avarias dos mesmos.

Resultados:

  • Ambiente saudável e agradável;
  • Redução da possibilidade de acidentes;
  • Melhor conservação de ferramentas e equipamentos;
  • Melhoria no relacionamento interpessoal. 

4) SEIKETSU – Senso de Padronização e Saúde:  Manter a qualidade da saúde física, metal e emocional no local de trabalho

Identificar problemas que afetam a saúde dos colaboradores como os problemas ergonômicos, de iluminação, ventilação. Esse senso tem o objetivo de humanizar o ambiente de trabalho e manter os 3S anteriores (seleção, ordenação e limpeza) em harmonia.

Resultados:

  • Facilidade de localização e identificação dos objetos e ferramentas;
  • Equilíbrio físico e mental;
  • Melhoria de áreas comuns (banheiros, refeitórios, etc);
  • Melhoria nas condições de segurança.

 5) SHITSUKE – Senso de Disciplina ou Autodisciplina: Praticar a disciplina consciente de forma que se torne um hábito.

Aprimorar conhecimentos de forma constante. Definir responsabilidades. Honrar e cumprir os compromissos (horários, planos, planejamentos e procedimentos) da organização, visando contribuir para o desenvolvimento do todo.

Resultados:

  • Melhoria nas relações humanas;
  • Melhor qualidade, produtividade e segurança no trabalho;
  • Valorização do ser humano;
  • Trabalho diário agradável.

Com a aplicação dos cinco sensos aqui apresentados, os colaboradores compreendem melhor o seu papel dentro de uma organização e se torna parte dos  resultados alcançados.
E para quem busca uma melhoria no seu ambiente profissional ou até mesmo pessoal (casa mais organizada), o uso desta ferramenta oriental que é mundialmente utilizada é recomendável.

 

Adicione seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.