O surgimento do termo Big Data

Com a execução de novos serviços desenvolvidos para atender os recursos de mobilidade o termo Big Data tem sido bastante discutido em congressos e treinamentos em Tecnologia da informação mundo afora. Mas o que é Big Data e por que esta gerando tanta polêmica? Tudo começou com a disponibilidade de internet para um número cada vez maior de pessoas. No começo a internet tinha uma função de comunicação entre máquinas em períodos de guerra e de conflitos e sua chegada conectou pontos melhorando processos e tornando-se vital para as forças armadas, universidades, centros acadêmicos e consequentemente para o governo e o sistema financeiro.

Esta multiplicação da internet não era prevista, no entanto que o IPV4 (internet Protocol Version 4) foi desenvolvido para disponibilizar 4 bilhões de conexões em um código de 12 bits. Um exemplo é a máscara de sub-rede dos computadores com o tradicional 255.255.255.255. A variação destes números com o barramento permitiu que até 2011 todas as possibilidades de utilização do IPV4 chegassem ao seu fim. A distribuição regulamentada para utilização destes protocolos pelos ISP (Internet Services Providers) como AT&T nos Estados Unidos da América ou no Brasil pela operadora de telefonia fixa e móvel Claro, Oi, Vivo ou Tim seguiu perfeitamente até junho de 2011 quando foi lançado o Protocolo IPV6. ai vem a pergunta, qual a ligação da conexão com o BIG Data? Simplesmente tudo.

Após os responsáveis pela manutenção de distribuição do IPV4 perceberem que os dias deste protocolo estavam contados, começaram as ações para desenvolver um novo protocolo para atender esta demanda crescente de requisições de protocolos, que estava sendo absolvida rapidamente pelos equipamentos conectados a internet. Após alguns anos de trabalho o mundo começou a receber os primeiros protocolos IPV6 de 128 bits liberando nada menos que 10 trilhões de conexões e suas adoção está sendo lenta e diferente de pais para a país.

A demanda gerada por mais protocolos e mais conexão passou a ser realmente percebida com a conexão dos telefones celulares à internet. Os smartphones trouxeram uma nova era para a computação e uma nova funcionalidade para a web. Sendo assim sua utilização continua aumentando e outros meios de conexão ganharam espaço como os cabos de fibra óptica, dos sistemas de transmissão 2G para o 4G e o crescente uso do Wifi residencial e corporativo.
Com o número e conexões aumentando as informações passam de bits para Megabytes, Gigabytes e agora falamos em tráfegos na casa dos Terabytes. Estas informações somadas geram milhares de centenas de bits que passaram a compor os dados que antes eram gerados por alguns computadores, para um mundo onde não somente pcs, notebooks e data centers geram dados, mas o clima, os carros, as emissoras de rádio, as pessoas e os sensores passam a fomentar de informações o universo digital, recebendo este nome tão popular; Big Data. A nova era da informação já começou e os dados passam a ser cada vez mais valiosos a ponto de se tornar financeiramente mensurável como uma moeda e analisado para extrair conteúdos que podem mudar a forma como conhecemos o mundo digital.

Adicione seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.